Menu
Página Inicial
História
Atendimento Doador
Doação de Sangue
Exames Realizados
Sangue
Nossa Empresa
Curiosidades
Mitos
Fique Sabendo
Convênios
Hospitais
Fale Conosco

Doação de Sangue

 
Total de perguntas:06
1. Como é realizada a Avaliação Clínica ?

      Serão verificados peso, altura, hematócrito/hemoglobina e pressão além da entrevista;
    

      A entrevista e a avaliação clínica são essenciais para garantir a segurança na doação. Você deve usar de toda franqueza e honestidade na suas informações. A entrevista é confidencial, resguardada pelo sigilo profissional e o mais absoluto respeito;

    

      Dizer a verdade durante a avaliação clínica é o primeiro passo para que o sangue seja transfudido com segurança no paciente;

    

      Nem todo tratamento ou doença, no passado, impede a doação de sangue, entretanto é necessário fornecer todas as informações ao profissional responsável pela sua avaliação, antes da doação. Estas medidas visam à proteção do doador e do paciente.
 
Fechar
2. Doar sangue é seguro ?

      O doador é assistido por pessoal capacitado em todas as etapas da doação;
 
      Nós tomamos todos os cuidados para evitar que sua doação ponha em risco sua saúde ou a saúde das pessoas que irão receber seu sangue;
 
      Doar é simples, não dói e é seguro;
 
      O material utilizado em cada doação é totalmente descartável e de uso único. Usou uma vez, jogou fora. Você não contrai nenhuma doença doando sangue;
 
      A doação não oferece nenhum risco para pessoas saudáveis, entre 18 e 65 anos de idade;
 
      Doar sangue não engorda nem emagrece;
 
      Não há como afinar ou engrossar o sangue. O seu sangue vai se manter igualzinho ao que era antes da doação;
 
      Doação de sangue não leva ao vício, você só doa novamente se quiser. Mas sempre que for possível, doe;
 
      Após a doação de sangue, o organismo produzirá a mesma quantidade de sangue de antes, voltando logo ao volume normal;
 
      Todo sangue é examinado, trazendo segurança para quem recebe e para você, doador;
 
      Todas as normas pra ser um doador de sangue seguem portarias do Ministério da Saúde.
 
Fechar
3. Como e quanto se coleta ?

  COMO OCORRE A COLETA DE SANGUE:
   

      A coleta é feita por pessoal capacitado e sob supervisão médica para garantir o bem estar do doador;
   

      O ambiente é limpo e confortável e o material descartável;
   

      O sangue é coletado em uma bolsa plástica e estéril que seguirá para o fracionamento, enquanto uma pequena amostra desse sangue seguirá para exames laboratoriais obrigatórios;
   

      A liberação desse sangue se dará somente após os resultados dos exames;
   

      Um dos profissionais de saúde o informará sobre a possibilidade de uma próxima doação;
   

      Normalmente os resultados dos exames realizados no sangue estarão disponíveis para o doador, após 15 dias;
   

      Estes resultados são sigilosos.

  QUANTO SE COLETA:
   

      A quantidade de sangue a ser coletado depende da altura e do peso do doador, não ultrapassando 500 ml;
   

      Na coleta é retirado sempre um volume que não causa prejuízo à saúde do doador;
   

      O volume retirado é de aproximadamente 450 ml para a doação e 45 ml para testes laboratoriais;
   

      Após a doação não é necessário tomar nenhum tipo de medicação.

 
Fechar
4. Quais cuidados devo ter após doar sangue ?

      Seu organismo vai recuperar em poucas horas o volume de sangue que você doou. Para apressar esta recuperação, você deve tomar bastante líquido durante o dia da doação;
   
      Evitar bebidas alcoólicas por 12 horas;
   
      Você deve evitar nas próximas 12 horas: grandes esforços físicos ou atividades de risco (operar máquinas perigosas, dirigir coletivos, etc.);
   
      Evitar dirigir (motos, carros, etc.) logo após a doação (menos de 1 hora após);
   
      Se sentir tontura, deite e aguarde melhora, evitando quedas;
   
      Caso, após a doação, apresente manchas roxas, dor no braço ou no local da punção ou qualquer alteração na sua saúde, retorne ou entre em contato com o Banco de Sangue Dom Bosco.
 
Fechar
5. Pode ocorrer reação após a coleta ?

      A doação de sangue traz poucos riscos para o doador, apenas 1% das pessoas podem apresentar reações durante ou após a doação de sangue;
 
      A entrevista durante a avaliação clínica identifica indivíduos para os quais a doação poderá apresentar algum risco maior;
 
      O volume de sangue coletado é padrão internacional (450 ml) e habitualmente insuficiente para trazer problemas ao doador;
 
      Normalmente estas reações estão ligadas à alimentação inadequada e ao estado emocional do doador, que na maioria das vezes, pode ficar nervoso com o processo da doação;
 
      Alguns doadores podem apresentar tonturas ou queda de pressão nos instantes pós-doação. Por isto, recomendamos que:
 
         Os doadores tomem o lanche que lhes é oferecido com calma;
 
         Permaneçam em nossas instalações por pelo menos 15 minutos após a doação;
 
      Assim como em qualquer punção venosa existe o risco da formação de hematomas no local, devido a movimentos bruscos que o doador faz com o braço após a doação. Para prevenir tal ocorrência são tomada uma série de precauções:
 
         Não remova o curativo por pelo menos 4 horas;
 
         Não faça esforços com o braço usado para a coleta do sangue.
 
Fechar
6. Não doe sangue !

  PENSE NAQUELE QUE VAI RECEBER SEU SANGUE: A SAÚDE DE OUTRAS PESSOAS ESTÁ EM JOGO. NÃO DOE SANGUE:
 
      Quando tiver com qualquer infecção, mesmo aquelas consideradas banais (resfriados, gripes, herpes, diarréia, etc.);
 
      Durante 3 dias (em média, conforme o caso) após tratamento com antibióticos;
 
      Durante 3 dias após extração dentária sem complicações;
 
      Durante 6 meses após viagem para: região norte do Brasil, África, Ásia e lugares onde exista malária;
 
      Permanência de 1 ano, entre 1989 e 2000, na Inglaterra, França e outros países onde houve ocorrência da doença da “vaca louca”;
 
      Se recebeu transfusão de sangue, ou parceiro sexual de receptor de sangue (informe-se no momento da avaliação sobre o tempo de impedimento);
 
      
Com doença crônica, como: câncer, reumatismo, doença do coração, pulmão (asma brônquica), renal, tumor, diabetes, hipertiroidismo, sangramento anormal, hanseníase, tuberculose, etc;
 

      Com problemas neurológicos (epilepsia, crise convulsiva, acidente vascular cerebral – “derrame”, cirurgias neurológicas, etc.);
 

      
Não ter tido hepatite após 10 anos de idade, nem malária nos 03 anos anteriores;
 

      Após intervenções cirúrgicas, de 1 a 12 meses, conforme o caso;
 

      Durante 12 meses após exame endoscópico;
 

      Anemia até a normalização dos resultados de exames;
 

      Durante licença médica, em algumas situações;
 

      Durante 1 ano após “piercing”, perfuração de orelhas, tatuagem ou acupuntura;
 

      Após recebimento de vacinas, conforme o caso;
 

      Estar embriagado ou tiver ingerido álcool há menos de 4 horas;
 

      Possuir um dos comportamentos abaixo:
 

         Pessoas que já usaram drogas na veia, mesmo que tenha sido uma vez só;
 

         Homens e mulheres com múltiplos (as) parceiros (as) sexuais;
 

         Parceiros sexuais de pessoas infectadas pelo HIV ou enfermos com AIDS;
 
 

      
Pessoas com histórias prévias, recentes, de doenças sexualmente transmissíveis – DST;
 

      Nunca doar sangue se você quiser apenas fazer um exame para AIDS. Neste caso, procure um centro de testagem anônima e gratuita.
 
Fechar
Link's Úteis
Agência Nacional de Vigilância Sanitária
Ministério da Saúde
American Association of Blood Banks
Organização Mundial de Saúde
Associação Médica Brasileira
Programa Nacional de DST e AIDS
Serviço de Hemoterapia Dom Bosco Ltda - Av. Cidade de Leiria, 374 - 87013-280 - Maringá - PR - Fone/Fax: (44) 3262-8100
Melhor visualizado em 1024x768 - Internet Explorer 5.0 ou superior